Como escolher um agente ideal?

Como escolher o agente ideal para o teu projeto?

O agente, à semelhança do manager, trabalha directamente com os projectos artísticos para alcançarem os objetivos traçados. Em muitos casos, tanto na música como no teatro, o manager também assume funções de agente / agenciamento.

Hoje em dia, grande parte do vencimento de um artista vem da venda de espetáculos. ou de % de porta. O mais certo é marcares os teus primeiros concertos sozinho. O papel de agente poderá ser feito por ti mas é uma profissão que carece de muito tempo, organização e disciplina. Tal como já escrevi aqui no blog, resumidamente o papel do agente é conseguir atuações ao vivo. Estas atuações podem ser vendidas directamente por um valor fixo ou negociadas com os promotores num sistema de uma % de valor conseguido com a venda dos bilhetes.

Enquanto responsável pelo teu projecto o mais certo é assumires também o papel de manager. Tens as tuas ideias sobre por onde o teu projeto deve ir e por onde será interessante tocar. Antes de começar qualquer tipo de trabalho com o agente, deverás garantir que estão alinhados a 200% quanto ao posicionamento da banda e seus objetivos.

Porque é que o agente há-de investir o seu tempo em tentar abrir portas para tocares em grandes festivais se o teu objectivo é tocar em teatros?

Qual é o tipo de agente ideal para o teu projecto?

Agente experiente vs agente menos experiente

O tipo de agente ideal poder variar consoante a dimensão e notoriedade do teu projecto.
Um agente (ou booking agent) com mais experiência, recheado de contactos e boas relações é obviamente o mais desejável.  Um agente sénior sabe como colocar-te nas melhores salas de espetáculo ou festivais bem como fazer aumentar o teu cachet. Muitas vezes, poderá até ter outros projectos semelhantes ao teu e assim aproveitar e vender este pack.
Já um agente com menos experiência, poderá por vezes ser a opção mais sólida para projetos mais novos. Poderá não ter um terço dos contactos do mais experiente mas a sua vontade de fazer acontecer, fará com que tenhas resultados óptimos no campo do agenciamento.
A meu ver, um agente mais experiente ou um agência maior só poderá olhar para ti quando já tiveres muito para mostrar. Se já tiveres num patamar onde precisas de dar um salto, penso que a experiência do agente poderá fazer a diferença. Caso contrário, mesmo que assines por uma grande agência, caso não tenhas procura, poderás acabar esquecido ou em 3º plano. Numa agência mais pequena ou com um agente que está a começar, tu serás sempre o primeiro plano e ele vai sempre precisar de ti para viver. Lembra-te disso.
Nesta escolha, temos que entender que um agente é um comercial e vai optar sempre por um produto que lhe possa dar mais dinheiro.

Contratos e condições do agente

O tipo de contrato poderá divergir de acordo para acordo. O agente terá uma percentagem que rondará os 20% de cada cachet negociado.
Um dos pontos a ter cuidado é a duração do contrato. Assinar com uma agência por vários anos e esta não trabalhar de acordo com as espetativas podes matar o teu sonho. Outro é sem dúvida o factor exclusividade. Ao contrário das agências maiores, as agências mais pequenas poderão não exigir exclusividade.
Sabe mais sobre o que é um agente musical aqui.

João Moura de Paiva

Managing Partner @ tuff Agency