O que é um Músico Substituto?

Músico substituto – O que é?

Muita gente não tem noção do quão comum é contratar um músico substituto.
São raros os músicos que estão ligados a apenas um projeto musical. Talvez seja mais comum nos cantores que dão cara e voz aos projetos. Mas até estes, ou são a cara de outros projetos ou fazem segundas vozes a outra banda.
Um músico substituto é alguém que, como o nome indica, vai substituir outro musico numa atuação ou num conjunto de atuações (tour).

Porque é que isto acontece?

Imaginemos esta situação. O grande teclista João Gomes dos Orelha Negra (na imagem) também e teclista dos Cais do Sodre Funk Connection ou da própria Ana Moura. Imaginemos que os Orelha Negra são contratados para tocar no Sol da Caparica e que a Ana Moura recebe um convite para atuar no mesmo dia, noutro lado.
Por mais que a Ana Moura e a sua equipa de management adorem o trabalho do Gomes, não vão rejeitar uma oportunidade de negócio (espetáculo pago) apenas porque um dos 6 músicos em palco não tem disponibilidade. Nestes casos opta-se por contratar outro teclista semelhante para o substituir para o tal espetáculo.

Qual o trabalho do músico substituto?

O músico substituto e um músico como qualquer outro, com os seus projetos e disponibilidades. Enquanto músico profissional, irá ouvir e aprender as músicas do espetáculo para tocar ao vivo. Normalmente, faz alguns ensaios com a banda antes da apresentação ao vivo.
Os músicos que vão substituir uma vez um determinado músico num determinado espetáculo, são convidados sempre em primeiro lugar quando existe esta necessidade.
Nem sempre é necessário contratar um músico substituto. O mundo musical em Portugal é tão pequeno que por vezes acontece um músico pertencer a duas bandas no mesmo festival no mesmo dia. Aí é só uma questão de alinhar agendas para que tudo seja possível. Lembro-me muito bem de ver o Super Bock Super Rock em 2016 e o Fred (baterista dos Orelha Negra) tocar às 19:00 com o Slow J no palco Antena 3 e mais tarde com os Orelha Negra no Palco Principal.

PS: Escrevi este texto no meu iPad enquanto viajava para um espetáculo. É possível que contenha erros. Se encontrares um, ajuda-me a corrigir e a melhorar. Envia-me um mail para joao@tuff.pt

fotografia por Filipe da Silva Coelho para infocul

João Moura de Paiva

Managing Partner @ tuff Agency