Onde estão os jovens no facebook?

238
Onde estão os jovens no facebook?
Para quem faz promoção de música é imprescindível perguntar, onde estão os jovens no facebook? É verdade, não estão. Ou se estão, não estão tanto tempo como antes.
Tens um projeto musical onde o teu público alvo são jovens dos 13 aos 20, que falam português e que se interessam por Hip-Hop? Estas a apostar dezenas de € em anúncios patrocinados no facebook e não tens resultados? Exacto, os fracos resultados explicam-se pela ausência de público e não só pela tua falta de experiência na criação de campanhas.

Procuram-se jovens no facebook.

Esta ausência é simples de explicar. A questão vital é que nenhum jovem quer estar onde os seus pais também estão. Todas redes sociais tiveram impacto por serem uma plataforma de liberdade de afirmação e expressão. Tu sentes-te mais livre em casa com ou sem os teus pais por perto? Exacto, é por isso mesmo que os jovens têm-se refugiado em outras redes sociais onde os pais não estão. Redes como o snapchat, twitter e instagram têm ganhado força no mercado Português por serem um espaço onde os pais não estão, ainda.
Por exemplo, quando o Instagram começou a criar “stories” muitos dos blogs especializados declararam a morte do snapchat. Mas quem está atento vê que o snapchat está de boa saúde e recomenda-se. Porquê? Porque os pais começaram a utilizar o instagram.
Enquanto responsável pela gestão de redes sociais de uma banda, tu sabes que tens de estar onde o teu público alvo está e fazer a melhor aposta de onde investir mais (tempo & dinheiro). Cada vez mais tenho a certeza da importância de ter um site para este tipo de projetos.

O teu público está, como toda a vida à nossa volta, em constante e rápida transição. A tua capacidade de adaptação irá fazer toda a diferença. Procura onde está o teu público e não estejas onde os outros estão só porque sim. Procura investir onde terás mais resultados porque não vais conseguir estar em todo o lado.

PS: Escrevi este artigo enquanto viajava para um espetáculo com King John. Não tive oportunidade de o rever. É possível conter erros. Caso encontres algum ou tenhas uma sugestão para melhorar este artigo por favor partilha-a comigo para joao@tuff.pt. Obrigado,