Desenhador de Luz

43

Desenhador de Luz, Light Designer, Iluminotécnico, entre outros, é um papel fundamental de qualquer espetáculo, seja de música, teatro ou dança.

A luz é sem dúvida crucial para transformação de um simples concerto num “espetáculo”. Iluminação traz-nos vida, sentimento, movimento e intenção. O light designer é a pessoa responsável pela concepção criativa e visual de todo o desenho de luz.

O desenho de luz

Em traços gerais, o desenho de luz é um mapa de implementação em palco de projetores de iluminação, robotizados ou não, com indicações precisas da cor (filtro de cor) e inclinação e direção (afinação). Este desenho de luz será enviado no rider técnico.

O desenhador de luz ou iluminador, além de desenvolver o desenho de luz com base nas necessidades criadas pelo espetáculo em si, construíndo-o através de “quadros” (momentos do espetáculo com determinado efeito de luz específico). A iluminação de um espetáculo de música é normalmente diferente da iluminação criada para um espetáculo de teatro ou dança, mas ainda assim segue os mesmos processos de criação.

Este trabalho criativo desenvolve-se em parceria com o encenador, no caso do teatro, ou com o director musical no caso da música. Hoje em dia, um espetáculo é já mais que audio e luz. O responsáveis de vídeo e efeitos especiais têm de estar totalmente coordenados com o trabalho do iluminador.

Para muitos, principalmente nos grandes festivais de música, a iluminação pode parecer apenas uma sequência inexata de efeitos visuais mas está muito longe disso. Todo o espetáculo está pensado e trabalhado. Quando pronto, é entregue e ensaiado pelo técnico de luz que vai “operar” o espetáculo.

É obrigatório contratar um desenhador de luz?

É claro que os projetos musicais mais pequenos não se podem dar ao luxo de ter um técnico de iluminação, mesmo em grandes festivais. Posto isto, fica da responsabilidade do técnico de iluminação da equipa residente operar o espetáculo mesmo não conhecendo os temas.

Desenho de Luz em Festivais

É importante referir que muitas vezes,  mesmo tendo um desenhador de luz e um técnico disponível, não é possível por questões logísticas (várias bandas no mesmo palco no mesmo dia) adaptar o desenho de luz ao espetáculo tendo que encontrar-se um meio termo que deverá ser negociado aquando se negoceia o rider técnico.

Ajuda-me a melhorar este artigo, envia-me as tuas sugestões para joao@tuff.pt.